sábado, abril 21, 2007

Meu amados e queridos filhos do coração...
Amo demais vocês.
VERBO INDETERMINADO



Não existe dia para se morrer.
Os ventos assassinam as folhase tudo se sente mediante esta dor.
Não existe pena para morrer,tudo aparece como um remédio, uma saída, uma conformação.
Quem brincou de amor se arrepende da peça.
Não dá para imaginar a dor que começaa fechar os olhos.
Não existe nada que determine o que vem à tona,seja uma palavra, seja num estrangular, seja numa maratona.
Cultiva-se a morte quando renasce o momento de mentir.
Estou a repetir o que o laço da vida demonstra.
Não existe mais nada além do mistério,
Tudo é nuvem que se descarrega, molhando os desprevenidos.
Nos ouvidos o repetir de toda a fuga que se alinhanas nossas controvérsias.
Não existe hora para o vento que assassina a folha.
Vou partir sem remédio com uma farmácia de conformismo.
Assim se monta aquele edifício de burgueses.
Não sei como morrer, tudo é uma nuvem que escurece os cálculos,e quem se sente pequeno se sabe ingênuo.
Tudo é uma grande família dividida.
Desde os primórdios, o sangue sustenta a vida.
Não saberei morrer, estranharei o laço, apertando e tudo se despedindo.
Já não sei viver, e tudo é uma grande árvore da vida.
O vento assassina as folhas e ninguém tem hora para morrer.
É grande a mentira que me governa.
A ironia daqueles que andam, se multiplicam e matam o mundo numa só missão.
Governam maciços os que movem armações por entre as nuvens.
Tudo é uma lenda esquisita.
Não caminho com mais nada,só se vai levando algo de fachada, e calado.
Tudo é um verbo indeterminado.
Não existe dia para se morrer, e os ventos prosseguem assassinando as folhas.
Autor: Fernando Medeiros
Campinas, janeiro de 2007.

3 comentários:

  1. Rosa Peixoto10:50 AM

    Querida Luzimar
    Gostei imenso deste texto.Raros são os que se atrevem a falar da morte,e portanto ela faz parte da nossa vida.
    Estou de acordo com certos pontos,não existe hora para se morrer,podemos estar em vida ,mas ao mesmo tempo mortos por dentro.
    A morte pode ser uma saída, uma conformação,uma libertação.
    Quem brinca de amor se arrepende da peça....

    A foto dos seus amorzinhos está linda!
    Isto é para si;"Apenas em torno de uma mulher que ama se pode formar uma familia."
    (Friedrich Schlegel)
    Beijão Rosa

    ResponderExcluir
  2. Anônimo5:46 PM

    Minha querida amiga, só quem convive com você é capaz de entender um coração tão grande e amável como o seu.
    Que bom ter te conhecido desde criança, que bom ter você como uma verdadeira amiga.
    Lindos seus filhos e sei o amor que você dedica a eles todos.
    Não sei onde você encontra tanto amor....
    Te adoro.
    Edimaura

    ResponderExcluir
  3. Anônimo7:44 PM

    Admiro muito você pelo gesto de doação e despreendimento das coisas materiais. Isso definitivamente não é para qualquer um. Tenho certeza que Deus estará sempre perto de você, iluminando seus caminhos e fazendo de você uma pessoa muito feliz.
    Bom fim de semana.
    Não sei comentar ainda não sei se vai sair, já tentei mas não consegui
    Cláudia

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita,Você é muito importante para mim.
Fazer amizades sinceras é o que desejo.
"É uma consolação na vida termos alguém a quem descubramos os nossos corações, a quem confiamos os nossos segredos, amigo fiel que nos felicite na prosperidade, que se condoa com a nossa tristeza, que nos ampare se formos perseguidos."
Santo Ambrósio

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...